domingo, junho 01, 2008

Meus dias dificilmente poderiam estar mais tensos. Os exames de Junho estão próximos ( o 1º deles é já no dia 14, de Metodologia Jurídica). A terceira semana de Junho será um tormento para mim, pois terei provas em quase todos os dias, excepto dia 18 e no domingo (portanto, não me provoquem nesses dias. Vou soltar fogo pelas ventas!).

Mas ando mesmo é confuso com o curso e com a minha vida. Sim, é isso mesmo. Há uns anos atrás, comecei a “revoltar-me” contra o curso de Direito, já que não quero, resolutamente, seguir praticamente nenhuma das profissões jurídicas. Escolhi-a como a melhor opção para aceder à carreira diplomática (falo melhor sobre isso depois).


Estou cada vez mais cansado do Direito. Com excepção de Direito Internacional Público, Direito Comunitário, Direito Constitucional, Filosofia do Direito, História do Direito e Introdução do Direito, basicamente não tenho interesse agudo em nenhum dos ramos jurídicos. E, basicamente, já estudei tudo isso. Agora, é mais a fase do direito puro e simples (Processo, Fiscal, Sucessões, Contratos Públicos, Penal, etc), à qual tenho pouco ou nenhum interesse, quando muito uma curiosidade (no sentido aristotélico do termo).
Alguns amigos incitam-me a trocar meu curso por Relações Internacionais (em Coimbra, isso é possível). É uma idéia interessante, além de ter uma relação directa com a carreira que escolhi há 10 anos. E eu me interesso deveras pelo tema.
Mas não nego que tenho lá minhas pretensões em, se trocar de curso, mudar para...Filosofia. Cursar Filosofia é um desejo já antigo (não tanto quanto ser diplomata, mas quase). Sou interessadíssimo for filosofia, e o curso aqui, até onde sei, é bom, a universidade conta com um ótimo material. Mas peso o tempo e o dinheiro gasto com o Direito, a dificuldade de arrumar um emprego com a filosofia (aliás, não muito maior do que um bacharel em Direito que não quer advogar), e outros projectos pessoais para o futuro. Sinceramente, estou em dúvida.
Sei que isso é habitual nos estudantes de Direito. Por ora, sigo nesse curso. E agora, vou estudar Finanças Públicas (argh!), que eu preciso cuidar da minha vida. Até mais!

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Larissa said...

Dúvidas, dúvidas, dúvidas... elas semprem rondam a nossa cabeça quando o assunto é o futuro profissional.

Também não sei q rumo tomar após concluir a iminente graduação. Tenho dúvidas se vou gostar de passar o resto da vida gostando de fazer o q escolheirei em breve. Se tiver coragem de, mais tarde, mudar de rumo, tenho dúvida se serei jovem o bastante para topar tal mudança e deixar de lado a estabilidade alcançada depois de anos de suor e trabalho.

Não sei, não sei... eu também não sei.

Bjo,

Lari

3:10 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home